(11) 9.5313-4086 [email protected]

Como ser forte psicologicamente pode ajudar na reeducação financeira de uma pessoa?

 

Todas as nossas ações partem do nosso cérebro, algumas reações impulsivas são causadas por causa do nosso inconsciente, por isso é necessário realizar alguns desbloqueios e aprender a agir de maneira consciente.

Precisamos entender como planejar e evitar certos pensamentos limitantes que nos fazem recuar ou desistir de nossos objetivos, pois isto também acontece com nossas ambições financeiras.

 

Como é sua relação com o dinheiro?

Educação financeira começa quando você consegue compreender qual é a sua relação com o dinheiro e como você se sente em relação a ele, quais as responsabilidades atribuídas a sua situação financeira e o quanto você se sente merecedor de ter dinheiro.

Muitas vezes nos afastamos de possibilidades de ganhar mais dinheiro por causa de crenças que estão em nosso inconsciente, essas crenças foram adquiridas com experiências vividas na nossa vida desde a nossa infância e também com a aprendizagem e palavras ditas por pais, professores e orientadores.

Certos ensinamentos nos fazem crer que o dinheiro é algo ruim, sujo, orientações dadas por religiosos  acreditam que o dinheiro nos afasta de uma boa espiritualidade, o que na verdade não tem relação, o que realmente acontece é que quando temos esse bloqueio acabamos agindo por não conquistar nossa independência financeira.


Dicas práticas para uma reeducação financeira

  • Anote todos os seus gastos e despesas que precisam ser pagas nos próximos meses, de preferência coloque em uma planilha, assim você se organiza, sabe o quanto tem a pagar e o quanto tem a receber e evita gastar dinheiro mais que necessário;
  • Para gastos com lazer, separe uma quantia e não gaste mais do que aquele valor  para que não se diz controle, e fuja dos seus planos
  • Perceba que os seus  gastos estão dentro dos limites, e sobra algo para que possa investir em planos para o Futuro;
  • Leve um padrão de vida equivalente ao seu salário;
    Encontre outras formas de lazer que não têm maiores gastos, como ir a parques e eventos gratuitos;
  • Antes de realizar uma compra, pense se realmente possui a necessidade daquele bem, e se todas as outras despesas e planejamentos estão pagos. Lembrando que deve gastar somente a quantia separada para lazer e nunca exceder a este valor;
  • Contas básicas como luz, água e telefone também podem ser reduzidos, tente economizar;
  • Evite utilizar cheque especial, empréstimos e planeje todos os gastos realizados no cartão de crédito. Cuidado para não usar seu limite como se fosse parte do seu salário, os juros poderão lhe  afundar financeiramente;
  • Evite comer fora de casa cotidianamente.